A segurança nas rodovias é uma preocupação constante para quem utiliza este meio de transporte. Além de desrespeitos à lei de trânsito, as condições das vias também podem contribuir para a ocorrência de acidentes. Um dos problemas mais comuns é a falta de lumite, que é a luminosidade das vias e acessos durante a noite.

A falta de lumite pode ser um fator determinante em casos de colisões e atropelamentos. Quando a iluminação das vias é precária ou inexistente, os motoristas e pedestres têm sua visibilidade reduzida, o que dificulta a percepção de obstáculos e torna mais difícil a tomada de decisões.

Vários fatores podem contribuir para a ausência de lumite nas rodovias. Um deles é a falta de manutenção das lâmpadas e dos postes de iluminação pública. Outro fator é a ausência de um planejamento urbano adequado, que leve em conta as necessidades de iluminação das vias públicas.

Para prevenir acidentes causados pela falta de lumite, é preciso adotar algumas medidas preventivas. Uma delas é a realização de campanhas de conscientização para os motoristas e pedestres, enfatizando a importância da visibilidade para a segurança no trânsito. Outra medida é a implantação de programas de manutenção preventiva das lâmpadas e postes de iluminação pública.

Além disso, é importante que as autoridades competentes invistam em estratégias de planejamento urbano, que levem em consideração a necessidade de iluminação nas vias. É fundamental também a implantação de políticas públicas que fomentem a realização de parcerias entre o poder público e a iniciativa privada, visando a construção de sistemas de iluminação pública mais eficientes e modernos.

Em conclusão, a falta de lumite nas rodovias é um problema que pode ser evitado com medidas preventivas e a adesão de políticas públicas eficientes. A segurança no trânsito depende da visibilidade do motorista e pedestre nas vias, por isso, é preciso investir na manutenção e modernização dos sistemas de iluminação pública para garantir a segurança de todos os usuários das estradas.